07 abr, 2018
sáb
em cena Arte crua Núcleo de Cerâmica da ACERT + Grupo Desalinhados Núcleo de ceramistas da ACERT numa roda viva
07 abr, 2018
sáb
Núcleo de ceramistas da ACERT numa roda viva

em cena

Criação ACERT

em digressão

Calendarização

07 abr
sáb
21:45
Tondela  (Auditório 2)
06 jun
qua
22:00
Coimbra  (Feira Cultural de Coimbra)
02 nov
sáb
21:00
Aveiro  (Bienal Internacional de Cerâmica)

Arte crua

Núcleo de Cerâmica da ACERT + Grupo Desalinhados

Desalinhados nasce de um convite efetuado pela ACERT (Tondela) aos ceramistas Carlos Lima e Xana Monteiro, para a criação de um evento que integrasse o Tom de Festa 2016 - Festival de Músicas do Mundo. Estes dois ceramistas desafiaram oito colegas seus, de diversas zonas do país, para a execução desta Cerâmica em Performance, com música ao vivo.
Depois do sucesso alcançado nos três espetáculos realizados no Tom de Festa, os ceramistas decidiram formar o grupo Desalinhados.

Ficha técnica e artística

Ideia Original: Xana Monteiro, Carlos Lima
Ceramistas / Co-criação: Alberto Azevedo, António Duarte, Ana Lousada, Ana Maló, Carlos Lima, Carlos Neto, Miguel Neto, Paula Violante, Vasco Baltazar e Xana Monteiro
Concepção Musical / Músico: Gustavo Dinis
Figurinos: Cláudia Ribeiro
Som, luz e montagem: Luís Viegas / ACERT
Fotografia de cena: Cláudio Alves e Zétavares
Desenho gráfico: Zétavares
Vídeo: Rui Sérgio
Apoio à reconstrução do espetáculo: Pompeu José e Sandra Santos
Produção: ACERT
Público-alvo: Todos os públicos
Duração do espetáculo: 40 min. aprox.

 

Plano de Iluminação

Requisitos técnicos


Sinopse


Desalinhados é um grupo de ceramistas portugueses com mais de 20 anos de experiências partilhadas que, não obedecendo a nenhuma tendência, mas sim à coerência artística de cada um, visa dignificar e devolver à sociedade a nobreza da cerâmica, aproximando o público do processo criativo.
Nesta performance, o grupo sobe ao palco para erguer peças na roda de oleiro, acompanhado por um músico convidado. É da cumplicidade mágica das mãos e do contágio entre linguagens artísticas que o ritmo e o humor nascem e se entrelaçam.
Esta performance constitui uma abordagem original que pretende mostrar a cerâmica como veículo emocional em lugar do objeto físico convencional a que estamos habituados.


Galeria de imagens