10 fev , 1999
QUA
fora de cena Soltar a língua Trigo Limpo teatro ACERT
10 fev , 1999
QUA

fora de cena

Calendarização

10 fev
qua
Coimbra  (Teatro Gil Vicente)

Soltar a língua

Trigo Limpo teatro ACERT

Criado para renovar um ciclo iniciado em 1981, representa uma desafio criativo que conquistou um espaço de identidade junto de distintos públicos.
Um espectáculo que é marcado por um percurso de revisitação por autores contemporâneos e cantautores nacionais que, com os seus temas, transmitem paixões que se desejam partilhar com o público.
Um projecto que tem a declamação poético-teatral como base, na confluência com a criação de ambiências musicais que salientam as suas intenções.
Os temas musicais reflectem um trabalho renovado, a nível de arranjos, para além da criação de temas originais.
Esta produção projecta-se na interligação de linguagens e no estímulo de momentos com sabores poéticos e de humor.
O palco, enquanto espaço de partilha de linguagens complementares, cria uma renovada aposta na divulgação de novos autores, e na pesquisa de dramaturgia que unifique momentos onde o teatro e a música se interliguem em universos inovadores de comunicação.

Ficha técnica e artística

Estreia 10 de Fevereiro de 1999
Teatro Gil Vicente, Coimbra

Voz e declamação José Rui Martins voz e Mariana Abrunheiro
Piano e guitarras Carlos Peninha
Baixo Pedro Maninho
Percussão Quiné
Participação especial (na 1ª fase de apresentação) Janeca Paulo Bandeira
Direcção técnica Luís Viegas