18 mai , 1985
SÁB
fora de cena Pedalando Na História Da Terra De Besteiros Trigo Limpo teatro ACERT
18 mai , 1985
SÁB

fora de cena

Calendarização

18 mai
sáb
  (Pátio dos Bombeiros Voluntários de Tondela inserido )

Pedalando Na História Da Terra De Besteiros

Trigo Limpo teatro ACERT

ACTOR – (em arauto) Ano de 1528. Arrolamento geral da população do reino.
Molelos, sede do concelho de Besteiros com 35 habitantes.
Tondela, Carvalhal e Ermida: 36 habitantes. Nandufe: 8. Molelinhos: 12.
A população total do concelho é de 989 habitantes.
OUTRO ACTOR - No século XVII é ainda Molelos a sede do concelho.
Tondela tem como grande vantagem a sua localização geográfica.
ACTOR – (lírico) “Fresca. Sã e regalada” (…)
ACTOR - E agora, Senhores? Muitos anos são passados Com gostos e com desgostos. Passeios de namorados.
Negócios de muitas reses. Gato passado por lebre, O cão latindo lá longe.
(gritando)
Os lobos estão descendo ao povoado! Acuda o povo inteiro!
(entra rápido o Outro Actor)
OUTRO ACTOR - E pegávamos em paus, nas forquilhas do nosso sustento e acudíamos todos à uma. (mudando de postura para anunciar)
Que ninguém falte no domingo junto ao pelourinho!
Ataca a bailação, o Manecas do Sax e o Toino da Harmónica!
É a grande bailação para todo o povo!
ACTOR - E saíamos! Ranchos entrelaçados como gavinhas, por esses caminhos fora. Eu mandei o dedo matreiro à mão da Marianita e ela que bonita qu’era…
(Outro Actor reage como se fosse a Marianita) OUTRO ACTOR – (mudando bruscamente para pai de Marianita) Fica sabendo, ó estróina, que a minha filha só vai para onde eu desejar!
É trabalhadeira e n’um hás-de ser tu quem n’há-de levar!
ACTOR - E saltávamos aos laranjais e desejá- vamos ardentemente partilhar as que tivessem umbiguinho. (olha hipotética Marianita)
Serás minha comadre Marianita!…
OUTRO ACTOR - E ficava olhando-a com ar maroto de quem quer saboreá-la.
Ela esquiva-se com jeito por entre o grupo das raparigas e segue pr’á festa.
ACTOR – A festa da TERRA DE BESTEIROS.
Os melhores fatos, as roupas domingueiras.
Traziam os ouros, os lenços garridos, as camisas bordadas.
ACTOR E OUTRO ACTOR – Os pregões gritavam-se ao longe e a festa aproximava-se!
(Ouvem-se os pregões do início misturados com música de romaria.Os habitantes vão chegando à festa de roupa domingueira. É iluminada uma figura que segura um foguete. Foguete sobe e estoira. A festa acabou, amanhã será dia de trabalho nas terras de Besteiros.)

excerto do texto “Pedalando na História da Terra De Besteiros”

Ficha técnica e artística

Estreia: 18 de Maio de 1985
Pátio dos Bombeiros Voluntários de Tondela inserido no I Encontro de Associações Recreativo Culturais do Concelho de Tondela

Promovido pela Adepto
Texto: José Rui
baseado no livro “A Terra de Besteiros e o actual Concelho de Tondela” de Amadeu Ferraz de Carvalho
Encenação e cenografia: colectivas
Luz e som: Luis Carlos Coimbra e Carlos Lima
Figurinos Helena Oliveira
Apoio de palco: Costa
Elenco: Ana Isabel Carvalho Caramelo, Carlos Manuel, Élio Antunes, João Almiro, José Rui, Lizete Lemos, Luis Carlos Carmo, Luis Carlos Henriques, Luis Melo, Paula Amaral e Ricardo Dias
Notas bibliográficas: Amadeu Ferraz de Carvalho Manuel P. Matoso Martinho


Galeria de Imagens