13 nov , 2010
SÁB
fora de cena Chovem amores na rua do matador Interiores II Esta nova criação, da autoria de Mia Couto e José Eduardo Agualusa, é a segunda etapa do projecto Interiores e resultado do desafio lançado a estes dois escritores para criarem um texto inédito para o Trigo Limpo teatro ACERT.
13 nov , 2010
SÁB
Esta nova criação, da autoria de Mia Couto e José Eduardo Agualusa, é a segunda etapa do projecto Interiores e resultado do desafio lançado a estes dois escritores para criarem um texto inédito para o Trigo Limpo teatro ACERT.

fora de cena

Calendarização

13 nov
sáb
Cacém  (Aud. Mun. António Chainho, Santiago do Cacém)
31 out
dom
Ponte de Lima  (Ponte de Lima)
08 out
sex
Sesimbra  (Cultrede, Sesimbra)
11 set
sáb
Tondela  (Pavilhão Multiusos de Nandufe, Tondela)
04 set
sáb
Leiria  (Teatro Miguel Franco, Leiria)
28 ago
sáb
Setúbal  (Festival Fontenova, Setúbal)
14 jul
qua
até
25
JUL
DOM
  (FESTLIP, Rio de Janeiro, Brasil)
24 out
sáb
Ponte de Sôr  (Ponte de Sôr)
17 set
qui
Trancoso  (Convento dos Frades Trancoso)
12 set
sáb
até
13
SET
DOM
Oeiras  (MITO - Mostra Internacional de Teatro de Oeiras)
13 ago
qui
Castro Daire  (Festival Altitudes, em Montemuro)
03 jun
qua
até
04
JUN
QUI
Porto  (Teatro Helena Sá e Costa - Porto)
04 abr
sáb
Oliveira do Hospital  (Casa da Cultura César Oliveira - Oliveira do Hospital)
27 mar
sex
Moita  (Fórum Cultural da Moita)
25 mar
qua
Figueira da Foz  (CAE Figueira da Foz)
14 mar
sáb
  (Cidade da Horta Faial Açores)
07 mar
sáb
Lamego  (Teatro Ribeiro Conceição Lamego)
14 fev
sáb
Penela  (Penela)
07 fev
sáb
Santarém  (Teatro Sá da Bandeira, em Santarém)
28 nov
sex
Valongo  (MIT Mostra Internacional de Teatro Valongo)
27 nov
qui
  (Festival de Teatro da Covilhã)
22 nov
sáb
Vila Nova de Paiva  (Vila Nova de Paiva)
21 nov
sex
Portalegre  (Festival de Teatro de Portalegre)
16 nov
dom
até
17
NOV
SEG
  (TeatroTri-bühne, Estugarda, Alemanha)
08 nov
sáb
Marinha Grande  (Marinha Grande)
27 set
sáb
  (S. João da Madeira)
11 set
qui
Aveiro  (Teatro Aveirense)
10 ago
dom
  (Teatro Avenida, Maputo, Moçambique)
08 ago
sex
  (Teatro Avenida, Maputo, Moçambique)
08 mai
qui
até
15
MAI
QUI
  (Digressão Angola - Festival Internacional de Teatro e Artes, em Luanda)
26 abr
sáb
Lousada  (Aud. Municipal de Lousada)
19 abr
sáb
Estarreja  (Cine Teatro de Estarreja)
11 abr
sex
Espinho  (Auditório Municipal de Espinho)
04 abr
sex
até
05
ABR
SÁB
  (Centro Cultural Vila Flôr, em Guimarães)
27 mar
qui
Estremoz  (Teatro Bernadim Ribeiro, em Estremoz)
15 mar
sáb
Vila do Conde  (Aud. Municipal de Vila do Conde)
07 mar
sex
até
08
MAR
SÁB
Oliveira de Frades  (Cine Teatro Dr. Morgado, em Oliveira de Frades)
15 fev
sex
até
16
FEV
SÁB
Tondela  (Auditório 2 ACERT)
12 fev
ter
até
13
FEV
QUA
Coimbra  (TAGV, em Coimbra)
02 fev
sáb
Guarda  (Teatro Municipal da Guarda)
18 jan
sex
Vila Real  (Teatro de Vila Real)
05 dez
qua
até
15
DEZ
SÁB
Tondela  (Auditório 2 ACERT)

Chovem amores na rua do matador

Interiores II

Em finais de 1992, o Trigo Limpo teatro Acert adaptou alguns contos de Mia Couto e criou com eles o espectáculo á roda da noite, estreado no Nordeste do Brasil em 1993.Foi o início de uma relação muito especial com este escritor e com Moçambique.
A amizade estendeu-se entre os continentes e envolve hoje um grande número de pessoas.
É desta teia de relações que surge um texto a quatro mãos: chovem amores na rua do matador de José Eduardo Agualusa e Mia Couto.

Como eles próprios explicam mais do que trabalho a feitura deste texto foi puro prazer.

E é com esta matéria feita de palavras, com este pretexto, que o Trigo Limpo teatro Acert constrói a sua 75ª produção. Trabalhando na busca incessante desse prazer que continua a ser, para todos nós, fazer teatro.

E se já no princípio dos princípios, na génese, o princípio era o verbo, a feitura deste chovem amores… parte dessa atitude quase mágica de começar a proferir as palavras para que as coisas aconteçam. E da filigrana das letras nasce demorada e gostosamente um mundo pequenino onde vivem as nossas personagens.


“…os sonhos são mapas que nos ajudam a orientar na vida. Aqueles que não sabem ler os sonhos, esses, sim, estão perdidos...”

Ermelinda Feitinha, a mãe

Ficha técnica e artística

Texto José Eduardo Agualusa e Mia Couto
Actores: José Rosa e Sandra Santos
Encenação Pompeu José
Cenografia Zétavares e Marta Fernandes da Silva
Música Cheny Mahuaie, Fran Perez, Lígia Zango, Matchume Zango e Tinoca Zimba
Figurinos Ruy Malheiro
Desenho de luz Luís Viegas
Técnicos Cajó Viegas e Paulo Neto
Assistência Gil Rodrigues
Bonecas Luís Pacheco
Carpintaria Carmosserra
Serralharia Rui Ribeiro
Fotografias Carlos Teles, Eduardo Araújo


Galeria de Imagens