14 novembro
quinta
21:45
teatro Prelúdio: a mulher selvagem Teatro da Didascália
14 novembro
quinta
21:45

teatro

finta

Preço

7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6 / Desempregado: 2,50€ / Bilhete família disponível Caderneta Finta: 25€ / Associados: 20€

Calendarização

14 novembro
quinta
21:45
Tondela

Prelúdio: a mulher selvagem

Teatro da Didascália

Sobre o espetáculo

Prelúdio: A Mulher Selvagem surge na sequência de um projeto de programação, o Festival Contos d'Avó, desenvolvido pelo Teatro da Didascália entre 2013 e 2017, no qual foi desenvolvido um trabalho de pesquisa, programação e pensamento em torno da memória e da oralidade.

A peça é uma performance poética que nos revela um emaranhado de simbolismos, de arquétipos, reacendendo no nosso inconsciente a crença no poder intuitivo e sobrenatural das mulheres, intimamente ligado à natureza e aos ciclos de morte e renovação.

Sinopse

Prelúdio: A Mulher Selvagem é um grito interior, visceral, mesmo, que aponta diretamente à natureza selvagem das mulheres.

Reprimido por todo um conjunto de convenções sociais e religiosas e por uma sociedade dominada pelo homem, o ser selvagem primitivo das mulheres é, nesta peça, libertado na forma de um poema cantado e contado, uma espécie de grito melódico onde ecoam os instintos mais profundos da natureza feminina.

Prelúdio: A Mulher Selvagem é uma viagem profundamente emocional. Um exercício de renovação e de recuperação da mulher selvagem que existe dentro de cada um de nós. Mesmo dos homens.

Sobre a Companhia

O Teatro da Didascália foi fundado em 2008, em Joane, Vila Nova de Famalicão. Tendo como principal atividade a criação ligada às artes performativas, persegue um trabalho de pesquisa e cruzamento artístico, com o objetivo de fazer surgir uma linguagem própria e inovadora.
A companhia desenvolve um intenso e contínuo trabalho de pesquisa a nível físico que, a par de textos, utiliza o corpo como ferramenta experimental. Procura, assim, dar lugar à criação de uma dramaturgia e linguagem originais, investindo numa escrita teatral visualmente atraente e universal.

Ficha técnica e artística

Encenação: Bruno Martins
Interpretação: Catarina Gomes, Cláudia Berkeley, Daniela Marques
Pesquisa e Apoio Dramatúrgico | Técnicas de narração oral: Patrícia Amaral
Música Original: Rui Souza
Cenografia e Figurinos: Sandra Neves
Desenho de Luz: Valter Alves
Confeção de Figurinos: Joaquim Azevedo
Consultoria Científica: José Joaquim Dias Marques, Paulo Correia
Direção de Produção: Marta Lima
Assistente de Produção: Raquel Passos
Coprodução: Teatro da Didascália | Casa das Artes de V. N. de Famalicão | Centro Cultural Vila Flor
Agradecimentos: Maria de Lurdes Martins; CEAO (Centro de Estudos Ataíde de Oliveira - Universidade do Algarve), Kiara Maria; Maria do Carmo
Estrutura financiada por: Ministério da Cultura – Direção-Geral das Artes
Duração: aproxim. 45min
Classificação Etária: M/12

 


Galeria de imagens