teatro Prelúdio: a mulher selvagem Teatro da Didascália Uma performance poética sobre os instintos mais profundos da natureza feminina.
Uma performance poética sobre os instintos mais profundos da natureza feminina.

teatro

finta

Preço

7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6 / Desempregado: 2,50€ / Bilhete família disponível Caderneta Finta: 25€ / Associados: 20€

Prelúdio: a mulher selvagem

Teatro da Didascália

Sobre o espetáculo

Prelúdio: A Mulher Selvagem surge na sequência de um projeto de programação, o Festival Contos d'Avó, desenvolvido pelo Teatro da Didascália entre 2013 e 2017, no qual foi desenvolvido um trabalho de pesquisa, programação e pensamento em torno da memória e da oralidade.

A peça é uma performance poética que nos revela um emaranhado de simbolismos, de arquétipos, reacendendo no nosso inconsciente a crença no poder intuitivo e sobrenatural das mulheres, intimamente ligado à natureza e aos ciclos de morte e renovação.

Sinopse

Prelúdio: A Mulher Selvagem é um grito interior, visceral, mesmo, que aponta diretamente à natureza selvagem das mulheres.

Reprimido por todo um conjunto de convenções sociais e religiosas e por uma sociedade dominada pelo homem, o ser selvagem primitivo das mulheres é, nesta peça, libertado na forma de um poema cantado e contado, uma espécie de grito melódico onde ecoam os instintos mais profundos da natureza feminina.

Prelúdio: A Mulher Selvagem é uma viagem profundamente emocional. Um exercício de renovação e de recuperação da mulher selvagem que existe dentro de cada um de nós. Mesmo dos homens.

Sobre a Companhia

O Teatro da Didascália foi fundado em 2008, em Joane, Vila Nova de Famalicão. Tendo como principal atividade a criação ligada às artes performativas, persegue um trabalho de pesquisa e cruzamento artístico, com o objetivo de fazer surgir uma linguagem própria e inovadora.
A companhia desenvolve um intenso e contínuo trabalho de pesquisa a nível físico que, a par de textos, utiliza o corpo como ferramenta experimental. Procura, assim, dar lugar à criação de uma dramaturgia e linguagem originais, investindo numa escrita teatral visualmente atraente e universal.

BOL - Comprar Bilhetes

Ficha técnica e artística

Encenação: Bruno Martins
Interpretação: Catarina Gomes, Cláudia Berkeley, Daniela Marques
Pesquisa e Apoio Dramatúrgico | Técnicas de narração oral: Patrícia Amaral
Música Original: Rui Souza
Cenografia e Figurinos: Sandra Neves
Desenho de Luz: Valter Alves
Confeção de Figurinos: Joaquim Azevedo
Consultoria Científica: José Joaquim Dias Marques, Paulo Correia
Direção de Produção: Marta Lima
Assistente de Produção: Raquel Passos
Coprodução: Teatro da Didascália | Casa das Artes de V. N. de Famalicão | Centro Cultural Vila Flor
Agradecimentos: Maria de Lurdes Martins; CEAO (Centro de Estudos Ataíde de Oliveira - Universidade do Algarve), Kiara Maria; Maria do Carmo
Estrutura financiada por: Ministério da Cultura – Direção-Geral das Artes
Duração: aproxim. 45min
Classificação Etária: M/12

 


Galeria de imagens