finta Contos Volantes e De Faca & Alguidar Trigo Limpo teatro ACERT Mais dois textos de teatro do Trigo Limpo teatro ACERT
Mais dois textos de teatro do Trigo Limpo teatro ACERT

finta

lançamento de livro

Preço

Entrada grauita

Contos Volantes e De Faca & Alguidar

Trigo Limpo teatro ACERT

Cadernos de Teatro/ACERT representa o que se poderia chamar a memória em estado de espera. É memória no sentido em que constitui a memória viva de um percurso de 40 anos que teve e tem como principal característica uma dramaturgia em movimento: mais do que selecionar, para as suas encenações, peças de teatro num repertório de teatro português ou estrangeiro, clássico ou de vanguarda, a ACERT/Trigo Limpo procurou construir de forma criativa os seus espetáculos ou entretecendo textos de diversa proveniência (contos, romances, estórias antigas) ou transformando cumplicidades com autores em dispositivos de criação dramática original. Cada peça era assim uma aventura, coletiva, em que se cerziam sensibilidades diferentes e se adivinhavam novos horizontes nessa missão principal do teatro que é a criação de novos mundos. Dar agora forma de livro e letra impressa a esse percurso é reacender a memória quente e sentida do que foram estes anos de invenção da escrita nas tábuas do palco.
(…)
em “Cadernos de Teatro/ACERT: uma memória em estado de espera”
de João Maria André


Em 2019 editamos dois textos, Contos Volantes e De Faca & Alguidar, apresentados pelo Trigo Limpo teatro ACERT em 1994.
Contos Volantes foi criado por Pompeu José a partir da Etnologia Portuguesa de José Leite de Vasconcelos e De Faca & Alguidar, um texto teatral de José Rui Martins, a partir de textos de Santos Fernando.