15 OUT
SÁB
21:45
concerto Journey Into Jazz Coimbra Jazz Ensemble & Chuck Wansley
Classificação
Maiores de 6
Duração
50 min.
Preço

7,5€ / ASSOCIADO: 5€

 

BILHETEIRA ONLINE

15 OUT
SÁB
21:45

concerto

co-produção

Classificação
Maiores de 6
Duração
50 min.
Preço

7,5€ / ASSOCIADO: 5€

 

BILHETEIRA ONLINE

Calendarização

15 out
sáb
21:45
2022
Tondela  (Auditório Carla Torres)

Journey Into Jazz

Coimbra Jazz Ensemble & Chuck Wansley

Coprodução Novo Ciclo ACERT & Centro Cultural de Carregal do Sal

Espetáculo integrado no programa 5 ANOS A RENASCER

O Coimbra Jazz Ensemble (CoJE) é um projeto musical multicultural, que reúne um grupo de músicos da Região Centro de Portugal. Desde a sua fundação em 2014, procurou sempre desenhar um trajeto de abrangência com outros géneros musicais e outras artes, criando, sempre que possível, pontes artísticas com vários parceiros. Ao longo dos últimos anos partilhou o palco com referenciados artistas de diferentes esferas musicais, tais como Jacinta Ramos, Kiko Pereira, Adam Rapa, Gileno Santana, Giovani Malini e Rafael Rocha, gravando em 2015 o seu primeiro o álbum intitulado de “Duoleiro & Coimbra Jazz Ensemble”. Desta vez, convidaram o cantor norte americano Chuck Wansley para os liderar numa viagem intemporal por algumas das mais icónicas músicas do cancioneiro americano, que povoam o imaginário do grande público.

 

BILHETEIRA ONLINE

Calendarização

15 out
sáb
21:45
2022
Tondela  (Auditório Carla Torres)

Ficha técnica e artística

Saxofones: Igor Cavaz, Alexandre Madeira, Guilherme Fradinho, João Silva e Rodrigo Neves

Trompetes: Nuno Rodrigues, Adriano Franco, João Serrano e Daniel Tapadinhas

Trombones: Andreia Santos, João Sêco, José Rui Sampaio e Pedro Santos

Piano: Vicente Pechorro

Vibrafone: Ismael Silva

Baixo/Contrabaixo: João Cação

Bateria: Rui Lúcio

Voz: Chuck Wansley


Biografia Chuck Wansley

Nascido em Queens, Nova York e criado em uma família apaixonada por jazz, desde cedo Chuck reconheceu a sua paixão pela música desde cedo. Começou a sua vida profissional com o grupo internacional de jovens Up With People, tendo viajado pelo mundo ao longo de 4 anos, atuanto para líderes mundiais e grandes multidões em palcos icónicos como o Royal Albert Hall, La Scala e Carnegie Hall. Como baterista e vocalista da banda Match, Chuck fez a abertura de bandas com projeção internacional como os Earth, Wind & Fire, Chic e Tavares. De regresso a Nova York, concentrou-se na sua carreira solo, tocando bateria para Martha Reeves, Mary Wells, Phyllis Hyman e o artista inovador Tomek Lamprecht. Foi membro fundador do Warp-9. o primeiro grupo de eletro hip-hop de Nova Iorque, com 2 álbuns e 6 singles de sucesso. Produzido por Jellybean Benitez, Lottie Golden & Richard Scher, os sucessos incluíram "Nunk", "Beatwave" e "Light Years Away" (Prism) e "No Man Is An Island" (Motown). Uma mudança para a Califórnia levou a um espetáculo num dos seus lugares favoritos de L.A., Simply Blues. Foi lá que conheceu o agente que o empregava com tanta frequência como vocalista e líder de banda que Chuck ficou conhecido na cidade como The Wedding Singer, liderando a sua banda, Chuck Wansley After Hours por mais de 20 anos. Em 2015, Chuck mudou-se para Praga para explorar o seu amor pelo jazz e pelo swing de big band. Apaixonado por R&B, também lançou uma banda de funk de 10 peças, em 2018. Recentemente explorando Portugal, Chuck divide o seu tempo pela Europa enquanto se apresenta regularmente com seu quarteto de jazz, como músico convidado em festivais de jazz com big band, protagoniza num espetáculo ao estilo da Broadway chamada "Original Vintage Orchestra", e continua a apresentar-se como artista convidado para festivais de jazz nos EUA.