13 mar
sáb
11:00
teatro Olhos de Peixe Teatro Onomatopeia Se nunca fecharmos os olhos, como será o mundo? Eis a história de um rapaz com olhos de peixe
Classificação
Maiores de 3
Duração
45 min.
Preço
Normal: 7,5€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,5€
Preço de família disponível
13 mar
sáb
11:00
Se nunca fecharmos os olhos, como será o mundo? Eis a história de um rapaz com olhos de peixe

teatro

Classificação
Maiores de 3
Duração
45 min.
Preço
Normal: 7,5€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,5€
Preço de família disponível

Calendarização

13 mar
sáb
11:00
Tondela  (Auditório 2)
15 mar
seg
10:30
Tondela  (Auditório 2)
17 mar
qua
10:30
Tondela  (Auditório 2)

Olhos de Peixe

Teatro Onomatopeia

Em tempos que não conheci, no tempo das bisavós que já não tenho, numa aldeia distante, vivia um rapaz com um aspeto diferente. Este rapaz, como digo, era diferente de todos os outros rapazes da sua idade. Não era diferente no cabelo, que o tinha farto, ou na estatura, até porque era alto para a idade, ou na maneira como se vestia ou andava… A diferença estava nos seus olhos, grandes, redondos, de um preto brilhante, olhos de peixe. Ora, como toda a gente sabe, os olhos de peixe não são iguais aos das pessoas. Os dos peixes não têm pálpebras e, por isso, nunca se fecham. Conseguem, portanto, imaginar alguém que nunca feche os olhos? Nunca?

O teatro Onomatopeia é um grupo de teatro da Associação Cultural Zumzum, que tem feito da itinerância o seu palco. Nascido em 2007, da necessidade de criar na cidade de Viseu um núcleo teatral dinamizador, a Zumzum-Ac fez do teatro um dos seus principais eixos criativos, privilegiando o teatro infanto-juvenil.

PLANO DE CONTIGÊNCIA – COVID-19
Assista aos espetáculos em segurança!
Colabore connosco!

Ficha técnica e artística

Concepção, criação, construção e intrepretação: Márcia Leite e Daniela Fernandes
Adaptação do texto original “O Menino Olhos de Peixe” de Sandra Santos
Encenação e Apoio à dramaturgia e manipulação: Filipa Mesquita
Interpretes: Márcia Leite e Daniela Fernandes
Cenografia: a partir das ilustrações de Sofia Ambrósio
Sonoplastia: Paulo Morgado
Desenho de Luz: Filipe Jesus
Produção: Zunzum AC. Teatro Onomatopeia