01 dez, 2017
SEX
café-teatro A ela ninguém escapa Al.gu.res colectivo de criação Um espetáculo que revisita a tradição oral portuguesa, olhando a morte com olhos de rir
Duração
45
01 dez, 2017
SEX
Um espetáculo que revisita a tradição oral portuguesa, olhando a morte com olhos de rir

café-teatro

gratuito

Duração
45

Calendarização

01 dez
sex
Tondela  (Bar ACERT)

A ela ninguém escapa

Al.gu.res colectivo de criação


Ela, a morte, está amplamente representada no repertório dos contos e lenga-lengas da tradição oral portuguesa, aparecendo de diversas formas e assumindo diferentes funções. A Ela ninguém escapa nasceu dessa riqueza da literatura popular e desaguou num concerto desconcertante onde o riso atravessa todas as formas musicais. O resgate da memória coletiva e da reinvenção da mesma é um dos objetivos deste projeto. Por isso, o público que gostaríamos de ver na sala para assistir a este espetáculo é abrangente e intergeracional. É um espetáculo divertido que nos fala sobre os Velhos e a Morte.

Carlos Marques é ator, contador de histórias e músico
Oriundo de Montemor-o-Novo, é Contador de histórias desde 2005 e criador de vários espetáculos. Formou-se em Estudos Teatrais na Universidade de Évora e no Institut del Teatre, em Barcelona. Trabalhou em inúmeras estruturas teatrais. Trabalha regularmente como contador de histórias, intervindo em bibliotecas, escolas e encontros de narração oral (Palavras Andarilhas, Encontro Int. de Narração Oral de Évora, Contemfesta, Jornadas Literárias de Passo Fundo - Brasil, Féria del Libro de Buenos Aires, entre outros).

Entrada gratuita

Ficha técnica e artística

Criação e interpretação: Carlos Marques