21 nov, 2015
SÁB
exposição óstracos Carlos No Uma instalação inspirada na Grécia Antiga, a lembrar que o passado nos bate à porta do presente mais vezes do que podíamos imaginar
21 nov, 2015
SÁB
Uma instalação inspirada na Grécia Antiga, a lembrar que o passado nos bate à porta do presente mais vezes do que podíamos imaginar

exposição

gratuito

finta

Calendarização

21 nov
sáb
  (Galeria Novo Ciclo)
21 nov
sáb
até
04
DEZ
SEX
  (Galeria Novo Ciclo)

óstracos

Carlos No

Inspirado nos ‘ostracos’ da Grécia Antiga, pequenos cacos de barro onde se inscreviam os nomes dos que eram votados ao ostracismo, e partindo dos conceitos de fronteira, margem e exclusão que tem trabalhado na sua obra, Carlos No apresenta uma exposição que decorre de uma residência artística feita em Tondela.Tirando partido do barro negro da região, a exposição conta com a colaboração de gente do concelho de Tondela, através de um workshop onde os participantes serão chamados a criar os seus próprios óstracos em cacos de barro.

Esta obra pretende assim, através de uma referência directa relacionada com o passado histórico e político europeu, aludir a uma situação contemporânea quase semelhante à que acima foi referida onde, quase de igual modo, assistimos actualmente a determinadas instituições políticas europeias a votar o número de pessoas que devem ter acesso ao Espaço Schengen, e ao seu país em particular.
A presente obra procura, portanto, fazer alusão a uma situação presente que está relacionada com o fluxo massivo de migrantes que diariamente procuram ter acesso a este espaço geo-político-económico, que é a União Europeia, onde pessoas que teoricamente “não pertencem” a este espaço territorial são impedidos de o fazer, de diversas formas, mas apenas por um simples motivo: o de não serem desejados entre nós, “cidadãos europeus”, segundo teorias segregacionistas por elas mesmas inventadas.
À semelhança do que sucedia na antiga pólis grega, onde os cidadãos não desejados eram excluidos da sociedade e enviados para o degredo, parece, infelizmente, que chegou agora a vez de ser uma boa parte da Europa a procurar punir de igual forma todos os migrantes que não são aqui desejados, devendo por isso ser banidos deste espaço/território quando não são, antes disso mesmo, impedidos de nele entrarem.

Carlos No

Ficha técnica e artística

INAUGURAÇÃO: 21 DE NOVEMBRO ÀS 21:00