21 nov, 2015
SÁB
café-concerto Fardo Peripécia Teatro Um espetáculo do Peripécia Teatro, inspirado no universo das máscaras do Entrudo de Lazarim
Classificação
Maiores de 12
Duração
70 minutos
Preço

7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€

21 nov, 2015
SÁB
Um espetáculo do Peripécia Teatro, inspirado no universo das máscaras do Entrudo de Lazarim

café-concerto

gratuito

Classificação
Maiores de 12
Duração
70 minutos
Preço

7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€

Calendarização

21 nov
sáb
  (Auditório 1)

Fardo

Peripécia Teatro

Fardo é uma criação de Inverno, um Entrudo peculiar. Um ritual de passagem entre o sonho e o térreo, entre o nada e o riso. Um divertimento sobre a Morte, enquanto não chega a Primavera.

Talvez seja o sonho de um sono reparador, onde se reúnem forças para um novo ciclo. Um ciclo de melhores colheitas. Um ciclo mais justo. Um ciclo mais perfeito.

As máscaras de madeira do Carnaval de Lazarim são o ponto de partida da conceção deste espetáculo. A criação assenta no jogo teatral da máscara, também ele ancestral, e originário nos ritos mais primitivos da humanidade e dos rituais para-teatrais, que permite construir um espetáculo de carácter tremendamente poético e universal.

As máscaras são exploradas como elementos quase mágicos, que parecem fazer-nos encontrar, debaixo do húmus da nossa cultura, a semente de um imaginário ancestral e vibrante que germina no corpo dos homens que as envergam e desabrocha nas suas cabeças, de forma espontânea e surpreendente.

Ficha técnica e artística

Criação, Dramaturgia, Conceção de Figurinos e de Cenário: Peripécia Teatro e Hernán Gené
Interpretação: Ángel Fragua e Sérgio Agostinho
Máscaras de Lazarim: Máscaras de Madeira: Adão Almeida
Réplicas: André Rodrigues
Desenho de Luz: Pedro Pires Cabral
Assistência de Direção e Operação de Luz e Som: Noelia Domínguez