Em 1991, partir de um conto de Ilse Losa, o Trigo Limpo levou à cena a história de Silka e do seu amor à prova de todos os obstáculos. O tema é clássico, mas a dramaturgia fez dele um modo intemporal de entender aquilo que nos liga aos outros, fazendo-nos superar bar-reiras até quando não imaginávamos que tal fosse possível. Silka é a história desse amor, mas é também a confirmação de que a von-tade e a memória são os únicos alicerces pos-síveis para a ilusão de eternidade que nos faz andar por cá, mesmo sabendo que tudo tem um fim.

Silka, a partir de um conto de Ilse Losa, foi levado à cena em 1989.

Silka: 5€

Ver também

À Roda da Noite e A partir do Preto