16 abr , 1999
SEX
fora de cena Vinte E Zinco Menos 1/4 Trigo Limpo teatro ACERT
16 abr , 1999
SEX

fora de cena

Calendarização

16 abr
sex
Lisboa  (Teatro S. Luis)

Vinte E Zinco Menos 1/4

Trigo Limpo teatro ACERT

"Vinte e zinco” marcou a entrada de novos elementos no elenco: Cláudia Andrade, Ilda Teixeira, Maria Simões, Paulo de Cira e Ruy Malheiro.
A dramaturgia centrava-se num extracto de “Vinte e Zinco”, de Mia Couto, obra lançada, em conjunto com outros autores, na colecção da editorial “Caminho” - 25

3. Ver de cegos

CUSTÓDIO - Não me venha com essas ideias de política. A política é desses incêndios que se acendem na casa do outro e quem arde é a nossa casa.
ANDARÉ - A política, só é perigosa quando a vida é ainda mais perigosa.
CUSTÓDIO - Deixa isso e faz de conta que eu sou cego. Agora, me descreva essa mulher que está passando.
ANDARÉ - O senhor nunca sonhou em ver Moçambique independente?
CUSTÓDIO - Essa mulher que se aproxima agora, me diga como ela é?
ANDARÉ - Agora não vem nenhuma mulher. Me responda: nunca sonhou?
CUSTÓDIO - Sonhei o quê?
ANDARÉ - Nisso que Marcelino sempre fala, nós a mandar na nossa terra.
CUSTÓDIO - Sabe uma coisa? É pena.
ANDARÉ - É pena o quê?
CUSTÓDIO - É pena não haver mulher passando.
ANDARÉ - Oh...
CUSTÓDIO - Sabe, meu filho? Eu até havia de gostar de ser cego.
ANDARÉ - Não diga isso.
CUSTÓDIO - Estou a falar. Havia de me custar não ver o Sol, não ver a árvore nem as belezas voadoras como essa garça.
ANDARÉ - E não ver as mulheres? Não lhe havia de custar?
CUSTÓDIO - É verdade, mas as mulheres você me havia de contar. Mas se fosse eu era cego uma coisa me deixaria muito feliz.
ANDARÉ - E era o quê?
CUSTÓDIO - Era não ter que olhar mais para as trombas de certos alguns. E há mais: se você é cego, todos lhe tratam, há sempre uma mão para te segurar. E não é isso que todos queremos? Alguém que nos trate sem que a gente precise pedir? (Andaré desliga da conversa. Custódio tente atraí-lo.) Você quer fazer a revolução, está certo. Mas para qual finalidade?
ANDARÉ - Para dar melhor vida a meus filhos.
CUSTÓDIO - Pois eu tenho meu plano mais simples para esse fim. Veja a Martinha, exemplo. Vou casar essa minha neta com um branco. E logo ela, num instante, transita numa melhoria das qualidades. Isso é o meu socialismo, está-me a entender?
Rápido e acertadeiro como flecha.

excerto do texto “Vinte e Zinco Menos 1/4”

Ficha técnica e artística

Estreia 16 de Abril de 1999
Teatro S. Luís, Lisboa

Integrado na sessão de lançamento da Colecção CAMINHO DE ABRIL
Adaptação e encenação José Rui Martins
A partir de “Vinte e Zinco” de Mia Couto
Músico Gonçalo Guerreiro
Música Carlos Peninha
Elenco Carla Torres, Cláudia Andrade, Gil Alfredo, Ilda Teixeir,a José Rosa, José Rui Martins, Maria Simões, Paulo de Cira, Pompeu José, Ruy Malheiro


Galeria de Imagens