04 mar, 2017
SÁB
gratuito L'inauguration de hyperbaroque le profond, sublime... et frivole Sapiens Atelier Uma instalação artística onde a escultura se transforma o espaço em (hiper-)realidade barroca
04 mar, 2017
SÁB
Uma instalação artística onde a escultura se transforma o espaço em (hiper-)realidade barroca

gratuito

exposição

Calendarização

04 mar
sáb
Tondela  (Galeria ACERT)

L'inauguration de hyperbaroque le profond, sublime... et frivole

Sapiens Atelier


Te Deum laudamus: te Dominum confitemur.

Te æternum Patrem omnis terra veneratur.

Tibi omnes Angeli; tibi cæli et universæ Potestates;

Tibi Cherubim et Seraphim incessabili voce proclamant:

Sanctus, Sanctus, Sanctus, Dominus Deus Sabaoth.

Pleni sunt cæli et terra maiestatis gloriæ tuæ

Hino Cristão (Utilizado na celebração de diversos acontecimentos religiosos e pagãos como agradecimento a Deus)séc. IV, adaptado e musicado ao longo dos séculos

Ooh shit, I’m a dangerous man

with some money in my pocket

(Keep up)

So many pretty girls around me

and they waking up the rocket

(Keep up)

Why you mad? Fix ya face

Ain’t my fault y’all be jocking

(Keep up)

“24K Magic” Bruno Mars, 2016

Dois poemas, dois cenários, duas representações. Podemos mesmo afirmar - dois espaços, dois tempos. Mas esqueçamos o espaço e o tempo e foquemos-nos na Festa, pois é isso mesmo que estas músicas representam: a celebração. A celebração de valores que em Bruno Mars cremos serem tangíveis e num Te Deum acreditamos como intangíveis. O profundo, o sublime... e o frívolo, características que através da beleza definem o hiperbarroco.

O barroco que renasce e que se apresenta constante, num palco de poder e do poder.

Na deslembrada memória da arte dos marnotos, está o peso da Arte. E na criação de hiper-cenários, de Caes de Pedra que servem para a partida e chegada de tão nobres pessoas, que ascendem para a festa, que é a mesma, igual, dourada. É este gaudio que aqui vamos ajudar a louvar, a manter e a consumir - L'inauguration de l’hyperbaroque - Le profond, sublime ... et frivole.

Sapiens Atelier

Um projeto artístico que funciona sob a forma de atelier, conjugando vários saberes e perseguindo uma ideia de arte total contemporânea. O projeto é impulsionado por Miguel A. Rodrigues enquanto aluno de escultura da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e tem a sua primeira materialização, em 2015, na exposição “Sapiens Exhibition – e se a Festa Barroca fosse hoje” que decorreu em Braga.

A história, o património, a antropologia e a economia são neste projeto conjugados com o saber fazer das artes plásticas resultando em coleções que criam novos cenários de hiper-realidades. Vemos a arte numa perspetiva de intervenção nas comunidades, procurando que através dela se promovam externalidades positivas.

Ficha técnica e artística

Inauguração: Sáb. 4 março de 2017, às 21:00
Galeria ACERT · Entrada gratuita